terça-feira, outubro 21, 2008

"Um Haiku em Tons Outonais"

“O haiku é mais do que uma forma de poesia; é uma forma de ver o mundo. Cada haiku capta um momento de experiência, um instante em que o simples subitamente revela a sua natureza e nos faz olhar de novo o observado, a natureza humana, a vida.”
A.C. Misias (biólogo e poeta norte-americano)


Entre as actividades desenvolvidas no âmbito deste projecto “Olhares de Outono”, cada uma das alunas deu as boas vindas ao Outono com um haiku.
Pequeno poema de origem japonesa, o haiku compõe-se de três versos curtos, sem rima, com cinco, sete e cinco sílabas, respectivamente. O haiku parte, habitualmente, de uma palavra ou frase associada a um elemento da natureza, nomeadamente às estações do ano. Essa palavra ou frase representa o aqui e agora, o “momento de experiência” que provoca um dado “delírio poético”. A uma sensação concreta (visual, auditiva ou outra) associam-se, assim, emoções, sentimentos, reflexões, memórias…
Saboreia alguns dos haiku nascidos desta “viagem” outonal:







Folha castanha
Que da árvore vai cair…
Irá morrer ali?
(Soraia Braz, TAP 08)








A pintura perfeita…
Solidão a pairar nas ruas…
Uma última folha!
(Dayanne Borges, TAP 08)




Para saber mais, visita: http://www.prof2000.pt/users/secjeste/mmanuelr/hjapao.htm. Quem sabe te inspiras para compores o teu próprio haiku em tons outonais!!

2 comentários:

Eu disse...

Parabéns ao TAP...continuem...

A, S, V e R disse...

A exposição está excelente, só podia ter sido feita pela nossa turma. TAP 2008