quarta-feira, novembro 19, 2008

REVISITANDO OS CONTOS INFANTIS

No passado dia 17 de Novembro, comemorou-se o Dia do Não Fumador. Revisita connosco o conto tradicional A Lebre e a Tartaruga, na adaptação “pós-moderna” feita, por ocasião desta data, por um grupo de alunas da turma E do 11º ano (Curso Tecnológico de Acção Social):

 

A LEBRE FUMADORA E A TARTARUGA DESPORTISTA

Era uma vez uma Lebre e uma Tartaruga. A Lebre fumava muito e era muito magra. A Tartaruga tinha grandes músculos. Certo dia a lebre disse assim à tartaruga:

- Queres fazer uma corrida comigo?

E a Tartaruga respondeu:

- Sim, pode ser! Eu vou ganhar, de certeza!!

- Oh, sim?! Eu é que vou ganhar, porque sou bem mais rápida que tu. – disse a Lebre.

Porém, a lebre esqueceu–se de que fumava muito e, por isso, não aguentava correr por muito tempo.

A tartaruga começou a treinar, para se preparar para a corrida e, enquanto o fazia, era observada pela lebre, que dizia:

- Não vale a pena treinares, amiga tartaruga. Nunca chegarás ao meu nível.

Chegou o dia da corrida! A lebre e a tartaruga posicionaram–se e, após o sinal, partiram.

A tartaruga corria o mais rápido que conseguia, até que foi ultrapassada pela lebre. Esta, visto já estar a uma longa distância da sua concorrente, parou para fumar um cigarro, e pensou:

- Ela vem tão devagar que tenho tempo para fumar um cigarrinho. Ai… Adoro fumar!!!

Enquanto fumava, nem reparou que a tartaruga se ia aproximando da meta. Ao deparar–se com esta situação, a lebre pensou:

- Vou correr muito rápido, para lhe ganhar.

A lebre tentou correr o mais rápido que pôde mas não conseguiu ultrapassar a tartaruga, pois fumava muito e os seus pulmões estavam muito fracos.

A tartaruga venceu a corrida. Depois da sua vitória, todos foram festejar com ela, e a própria lebre acabou por se juntar à festa.

clip_image002

2 comentários:

Carmen Orelhas disse...

Adorei realizar esta actividade!!!
Obrigado à professora Carla Fernandes por nos ter convidado e à professora Emília Sarmento pela ajuda e pelos conselhos que nos deu!

francisco disse...

muito original