quarta-feira, novembro 12, 2008

A Porta abriu-se aos Pais!!!!

Chamava-se Serão à Lareira… E não houve lareira. Era para haver castanhas assadas… E só existiam para decoração. É que, no preciso dia em que íamos festejar a noite de S. Martinho, com uns bons contos à mistura… As estufas da escola avariaram-se!
Bolas, o dia tinha começado para o torto! Porém, à medida que íamos decorando a mesa (agora cheia de bolos e chás) e dando conta dos últimos preparativos, a boa disposição e a sensação de que tudo iria correr bem, apoderou-se de todos nós.
Às oito e meia da noite, a sessão começou. As cadeiras enchiam-se, a curiosidade invadia a sala (tinha corrido a mensagem de que haveria uma surpresa para os pais!) e, ao princípio, a vergonha tomou conta de alguns alunos e Encarregados de Educação. Os restantes membros de família que iam chegando, optaram por ficar de pé, pois as últimas cadeiras que sobravam estavam longe do “palco” improvisado pela equipa da biblioteca. Enfim, estavam todos prontos para escutarem os contos criados pelos seus educandos.
A professora Sandra Costa foi a primeira a dar o passo. Escolheu logo a primeira história que encontrou e tentou o máximo possível quebrar a timidez de alguns.
Não foi difícil pois, terminada sua leitura, logo dois ou três membros do público quiseram fazer parte do jogo . E uma leitura levou a outra. E a outra. E a outra.
Mas o tempo estava a voar, e não deu para prestar homenagem a todas as histórias concebidas pelos alunos, já apresentadas neste blog. Faltou o conto do Miguel Cláudio e do João Janeiro, do Luís Soares, do Miguel Soares e da Vanessa Godoi…
Qual foi a surpresa? A equipa tinha congeminado um plano: desta vez, quem ia escrever os contos iam ser os próprios pais, e quem os iria avaliar seriam os seus filhos!!
Perante o HUUUURRRAAAAA!!!! dos mais novos, os adultos meteram mãos à obra: receberam uma caixinha de madeira onde, dentro dela, constavam as pistas para o futuro conto: um objecto mágico (flor), três personagens e dois locais. A partir daí, a imaginação voou…
E assim aconteceu: cinco contos foram criados “às três pancadas”, e com resultados super-divertidos! No fim, os dois primeiros grupos vencedores receberam cada um uma obra literária, que poderão partilhar e trocar, sempre que o desejarem. A mesa foi atacada, o bolo de bolacha da aluna Beatriz Mestre desapareceu em cinco minutos, as castanhas foram comidas cruas… E ficou a promessa de se repetir um serão destes!
Resta-nos apenas agradecer à professora Emília Sarmento pelo belíssimo baú emprestado para a ocasião e a todas as funcionárias que tiveram paciência e entusiasmo para participarem nesta actividade, que trouxe pais e alunos à nossa escola. São elas: Guadalupe Sargento; Vanda Garcias; Gracinda Severino; Rosário Silva; e, por fim, Gertrudes Rebocho.
Fica aqui uma promessa: os contos dos Encarregados de Educação estarão publicados provavelmente na próxima semana.
Até lá, um bem-haja para todos!!



A Equipa da Biblioteca/Centro de Recursos (PlanoNac.Leitura)

2 comentários:

tiago palma disse...

nesta noite os pais fizeram de alunos

Carolina disse...

Foi muito giro, gostei! É para repetir?