quinta-feira, fevereiro 12, 2009

A VOL Recomenda

Já há muito tempo que não fazíamos publicidade de novidades literárias. Aqui vão algumas delas:

clip_image002Crepúsculo, de Stephenie Meyer

Juntamente com a nova saga Túneis, esta série tem sido a loucura de muitos jovens. E foca precisamente um dos mitos mais fascinantes (e mais românticos!) da Humanidade: o vampiro. Só este primeiro volume já vendeu mais de cinco milhões de exemplares em todo o mundo, e Hollywood já se rendeu a esta história.

Mas falemos um bocado da trama: Isabella Swam (mais conhecida por Bella) mudou-se aos 17 anos para a cidade de Forks, em Washington, para morar com o seu pai. É na escola que conhece um rapaz misterioso e belíssimo, de nome Edward Cullen. Para espanto e confusão dela, o lindíssimo jovem faz os possíveis para evitar a sua companhia.

É graças a Jacob Black, e o seu imenso repertório de lendas locais, que Bella descobre que toda a família de Edward é uma família de vampiros…

 

clip_image004

Deserto, J.MG. Le Clézio

O Comité Nobel sublinha que a obra de Le Clézio contém, nessa obra, “imagens magníficas de uma cultura perdida no deserto do Norte de África, em contraste com uma descrição da Europa vista pelos olhos de imigrantes indesejados. A personagem principal do livro, Lalla, é uma antítese utópica da fealdade e da brutalidade da sociedade europeia”.

Assim escreveu o Jornal diário Público, no dia 9 de Outubro do ano passado, após ter recebido a notícia de que este escritor tinha recebido um dos prémios de literatura mais importantes do mundo: o prémio Nobel. Le Clézio sempre revelou um fascínio muito especial pelos povos do deserto africano e da América do Sul.

O livro conta a história de Lalla, descendente de um grupo de exilados, fugidos do deserto e das guerras intermináveis. De simples criada num horrível e sinistro hotel de Marselha, tornar-se-á uma famosa cover girl, descoberta por um fotógrafo famoso. No entanto, a fama nunca abafará a sua vontade de retornar ao deserto…

Al-Mu’Tamid – Poeta do Destino (Selecção e estudo de Adalberto Alves)

Apesar de ter sido governador de Huelva aos onze anos e de ter conquistado Silves aos treze, Al-Mu’Tamid ficou para a História da Humanidade como um dos poetas mais extraordinariamente talentosos que alguma vez pisaram este planeta azul. Adalberto Neves, mais uma vez, dedica um livro à vasta obra poética desta grande figura da península ibérica.

Mas deixemos a musa falar:

EVOCAÇÃO DE SILVES

clip_image002[5]
Saúda, por mim, Abg Bakr,
Os queridos lugares de Silves
E diz-me se deles a saudade
É tão grande quanto a minha.
Saúda o palácio dos Balcões
Da parte de quem nunca os esqueceu.
Morada de leões e de gazelas
Salas e sombras onde eu
Doce refúgio encontrava
Entre ancas opulentas
E tão estreitas cinturas!
Mulheres níveas e morenas
Atravessavam-me a alma
Como brancas espadas
E lanças escuras.
Ai quantas noites fiquei,
Lá no remanso do rio,
Nos jogos do amor
Com a da pulseira curva
Igual aos meandros da água
Enquanto o tempo passava
E me servia de vinho:
O vinho do seu olhar
Às vezes o do seu copo
E outras vezes o da boca.
Tangia cordas de alaúde
E eis que eu estremecia
Como se estivesse ouvindo
Tendões de colos cortados.
Mas retirava o seu manto
Grácil detalhe mostrando:
Era ramo de salgueiro
Que abria o seu botão
Para ostentar a flor.

Para saberes mais de Al-Mu’Tamid: http://pt.wikipedia.org/wiki/Al-Mu'tamid

1 comentário:

Carolina disse...

Adoro este livro! Já li a sucessão, o "Lua Nova" e vou começar a ler o "Eclipse!